Pratique Kitesurf

O Kitesurf, Kiteboarding ou mesmo Flysurf é um esporte aquático que utiliza uma pipa ou kite e uma prancha com uma estrutura de suporte para os pés. A pessoa, com a pipa presa à cintura, coloca-se em cima da prancha e, sobre a agua, é impulsionada pelo vento que atinge pipa. Ao controlá-lo, através de uma barra, consegue-se escolher o trajeto e realizar saltos incríveis. Este esporte, relativamente recente, encontra-se de momento com grande popularidade e uma prática crescente no Brasil, em Portugal e no Mundo.

O Kitesurf foi inventado em 1985 por dois irmãos franceses: Bruno e Dominique Legaignoux mas apenas antigiu alguma popularidade a meio da década de 1990.

O nome resulta da junção de duas palvras inglesas: Kite, que significa pipa (papagaio em Portugal) e Surf, do verbo inglês to surf, que significa navegar.

O Rio Grande do Sul tem um enorme potencial para a pratica do esporte. Com sua extensa costa e sua diversidade de lagoas, aliadas aos fortes ventos que aqui sopram de todas as direções e durante todo o ano, fazem do nosso Estado um dos melhores do Brasil para a pratica do Kite Surf. Saiba mais sobre o esporte no site da Federação Gaúcha de Kite Surf (FGKS)

Kitesurf no Rio Grande do Sul

Qualquer pessoa que pese, no mínimo, 40 quilos e que saiba nadar pode praticar o kitesurf. É muito importante estar acompanhado de um instrutor, pois na tentativa de aprender com amigos, a chance de acidentes é maior e o aprendizado é mais demorado.

Depois de escolhido um instrutor qualificado, faça o curso até o final, assim você garante um aprendizado completo sobre o esporte e como praticá-lo com total segurança, o que é essencial. “Caso não sejam seguidas as normas, o praticante e todos que estão à sua volta correm grandes riscos”, alerta o instrutor da escola Kitepoint São Sebá/Naish/Truzz, Frederico Zucon, o Frid. Ele também lembra que “aula não é custo e sim investimento”.

De acordo com Frid, a curva de aprendizado é bastante diferente para cada aluno, onde um pode ter maior facilidade em uma parte e outro em outra. “Portanto, quando você se inscrever em uma escola de kitesurf, nunca se compare aos outros. Procure aproveitar o máximo a aula, tendo atenção e sempre que tiver dúvidas perguntar”, explica.

Apesar do kitesurf ter se originado do surf e do windsurf, hoje em dia, as pessoas que iniciam no esporte não tiveram migração nenhuma de outros esportes, é o que explica o instrutor da escola Kite Cabana, Alex Coelho. “A maioria dos alunos que procuram a escola, começa do zero”, conta Alex.

Ele também define o kitesurf como um esporte totalmente democrático.“Na nossa escola temos alunos dos 8 aos 80 anos de idade”, diz Alex. Peso, idade e falta de conhecimento nos esportes que originaram o kitesurf talvez não te impeçam mais de começar a praticá-lo. O fundamental é ter vontade e praticá-lo com segurança. Procure um instrutor qualificado e bons ventos.

Os saltos

O que mais chama a atenção no kitesurf são os incríveis saltos e vôos que se pode fazer. Mas é importante começar a aprender os saltos só quando o praticante já estiver orçando com segurança e dominando o controle do kite.

Assim como nos outros esportes, o ideal é que o aprendizado seja passo a passo. No kitesurf, é importante começar com pequenos saltos para entender o mecanismo. Depois é que se aprende saltos maiores e mais longos. A seguir seguem algumas dicas para o seu salto:

– Nunca salte em águas rasas ou perto da praia.

– Para que o seu salto seja perfeito, o timing é tudo. Ao aterrissar, se você abaixa o kite muito cedo, você aterrissa com muito impacto. Se demorar a abaixá-lo, aterrissa sem velocidade e a prancha afunda.

– Mantenha o kite no alto, tracionando na posição de 10hs (12hs corresponde ao neutro). Puxe a barra (no kite de 4 linhas) para conseguir bastante pressão. Crie o máximo de tensão, cravando mais a prancha na água e orçando. Mantenha o corpo com boa postura, quadris para frente, peito deitado para trás, pois você começará a ser puxado para frente e para cima. Dica: Não segure por muito tempo a cravada, porque você acaba perdendo velocidade e força.

– Ao sentir que a pressão é tão grande a ponto de ficar difícil de segurar, posicione o kite rapidamente para a posição de 12hs (ou 11hs para um salto mais radical) e pule, usando a força das pernas no timing correto para ir mais alto. Lembre-se de segurar as alças com os pés, para que a prancha decole junto e não se solte no ar.

Dica: Não se esqueça de usar as pernas para pular. O salto sai baixo se elas não forem utilizadas.

– Ao subir, puxe a prancha com a perna e posicione-a à sua frente. Comande a barra com a mão da frente, trazendo o kite um pouco à sua frente novamente. Se não fizer isso, você fará um pêndulo e passará à frente do kite, fazendo-o perder sustentação e cair atrás de você.

Dica: Não posicione o kite muito para frente, pois assim você perderá o efeito pára-quedas dele e aterrissará com muita força na água. Faça os primeiros saltos olhando para o kite.

– Ao pousar, toque a água com a rabeta da prancha primeiro, direcionando o nariz dela no sentido que você está indo. Se você cair orçado, a prancha irá travar e você cairá para frente. Ao pousar arribado, estabeleça novamente o velejo orçado cavando a prancha para o lado que você deseja continuar. Para não perder a velocidade e a prancha afundar, mergulhe rapidamente o kite na zona de power para retomar o velejo.

Dica: Olhe para baixo para ver a distância da água e o sentido que você está indo. Se você perder o efeito pára-quedas e for cair com muita força na água, levante as pernas e aterrisse de costas, com as nádegas. Assim, a prancha não sairá dos seus pés, facilitando a retomada do velejo e evitando lesões no tornozelo ou joelho.

Fontes:
http://www.fgks.com.br
http://oradical.uol.com.br
http://www.kitesurfmania.com.br


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s